Anéis de Noivado - Solitários

Pensa-se que a ideia e simbolismo do anel solitário nasceram quase por acidente, quando em 1477 o arquiduque da Áustria, Maximiliano, pediu aos seus servos que encontrassem o mais puro e perfeito dos diamantes, o qual seria cravado posteriormente num anel para ser oferecido a Maria de Borgonha como forma de oficializar o seu noivado. A ideia de um único diamante num anel de noivado tinha como intenção representar o amor sem igual, numa peça que o pudesse representar de forma duradoura. O solitário é um anel diferente de todos os outros e por isso mesmo os nossos profissionais encontraram formas de reinventar este símbolo com a originalidade e sofisticação que faz justiça a todas as relações plenas e duradouras que inicia e simboliza.